Termos e Condições

Cada "Kit Se Cuida" contém 01 (um) canudo de metal e 01 (um) snack, que será distribuído gratuitamente aos usuários cadastrados.

O Kit estará disponível para retirada até o dia 31 de maio de 2019, no horário das 9h às 17h, na sede administrativa da Unimed Blumenau, localizada na rua das Missões, nº 455, bairro Ponta Aguda, Blumenau (SC).

Válido apenas 01 (um) Kit por CPF cadastrado.
Somente o portador do CPF cadastrado poderá retirar o Kit.
É proibida a comercialização e/ou venda do Kit.
fechar
menu mobile

Setembro/2019

Saúde Mental

Saúde Mental

Ansiedade: a preocupação constante com o que ainda não aconteceu.

Ansiedade: a preocupação constante com o que ainda não aconteceu.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o primeiro no ranking internacional de países com o maior número de pessoas com ansiedade. São cerca de 18,6 milhões de pessoas que sofrem deste transtorno.

Considerada o tipo mais frequente de transtorno mental, a ansiedade é uma resposta automática e normal a uma ameaça ou a um estresse psicológico. No entanto, quando a mesma surge em momentos inadequados, com certa frequência, intensidade e longa duração, a ponto de afetar as atividades normais da pessoa, passa a ser considerada como um transtorno.

Tendo como gatilho um período ou situação de estresse, o transtorno de ansiedade causa angústia mental e necessidade de isolamento e pode dar origem ao transtorno de ansiedade generalizada, ataques de pânico, síndrome do pânico e transtornos fóbicos específicos.

Causas dos transtornos de ansiedade

As causas não são completamente conhecidas, mas, normalmente, envolvem os seguintes fatores:

  • Fatores genéticos (incluindo histórico familiar);
  • Ambiente (vivenciar uma situação traumática ou de estresse);
  • Constituição psicológica;
  • Doença física;
  • Consumo de medicamentos ou uso de drogas.

Sintomas

A ansiedade pode surgir de repente, em crises de pânico, ou, gradualmente, no decorrer de minutos, horas ou dias. A duração varia muito, de alguns segundos a vários anos. Pode haver variação de intensidade, desde uma angústia quase imperceptível até um ataque de pânico muito grave, durante o qual a pessoa pode sentir falta de ar, tontura, aumento da frequência cardíaca, agitações e tremores.

Os transtornos de ansiedade podem ser muito angustiantes e interferem na vida de quem sofre com eles, podendo desencadear até doenças mais severas como a depressão. Pessoas com transtornos de ansiedade  têm, pelo menos, duas vezes mais probabilidade de desenvolver depressão do que pessoas que não têm.

Como reduzir a ansiedade no dia a dia?

É muito comum vivermos em uma rotina de trabalho excessivo, com altos índices de produtividade. Porém, o nosso cérebro, em determinado momento, começa a trabalhar em “regime de estresse”,  dando início a ansiedade e diminuindo a capacidade de processar informações.

A melhor maneira de reduzir e até mesmo evitar a ansiedade, é a diminuição do estresse. Levar uma vida mais agradável, com tempo para cuidar de si mesmo, mantendo hábitos e relacionamentos saudáveis.

A saúde mental é essencial para uma boa qualidade de vida. Por isso, é necessário adotar hábitos para uma vida mais leve, sem cobranças exageradas, mantendo o equilíbrio e a felicidade. Além disso, é importante procurar auxílio médico caso algum sintoma seja identificado.

Compartilhe: