Termos e Condições

Cada "Kit Se Cuida" contém 01 (um) canudo de metal e 01 (um) snack, que será distribuído gratuitamente aos usuários cadastrados.

O Kit estará disponível para retirada até o dia 31 de maio de 2019, no horário das 9h às 17h, na sede administrativa da Unimed Blumenau, localizada na rua das Missões, nº 455, bairro Ponta Aguda, Blumenau (SC).

Válido apenas 01 (um) Kit por CPF cadastrado.
Somente o portador do CPF cadastrado poderá retirar o Kit.
É proibida a comercialização e/ou venda do Kit.
fechar
menu mobile

Cuidados com idosos: atente-se aos principais fatores de risco e como evitar quedas

Cuidados com idosos: atente-se aos principais fatores de risco e como evitar quedas
A queda de uma pessoa idosa pode parecer não muito frequente, mas, acontece diariamente e é considerado o acidente doméstico mais assíduo e perigoso para pessoas nesta faixa etária. De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que há uma queda para um em cada três indivíduos com mais de 65 anos, destes, um a cada 20 sofrem uma fratura ou necessitam de internação e atendimento médico. Dentre os mais idosos, acima de 80 anos, 40% caem a cada ano.

A queda de uma pessoa idosa pode parecer não muito frequente, mas, acontece diariamente e é considerado o acidente doméstico mais assíduo e perigoso para pessoas nesta faixa etária. De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que há uma queda para um em cada três indivíduos com mais de 65 anos, destes, um a cada 20 sofrem uma fratura ou necessitam de internação e atendimento médico. Dentre os mais idosos, acima de 80 anos, 40% caem a cada ano.

Com o avançar da idade, as estruturas óssea, muscular e as articulações ficam debilitadas e levam muito mais tempo para se recuperarem. Por isso, é importante prevenir o problema. A principal forma de evitar as quedas na terceira idade é conhecer os principais fatores de risco e como evitá-los, para assim, preservar ao máximo a saúde dessas pessoas.

Atente-se aos fatores de risco

Existem algumas condições de risco para quedas em idosos, como, por exemplo, fatores internos, externos, de tempo, idade e de ambiente. Sobre os fatores externos, os principais facilitadores das quedas são o uso de medicamentos com frequência e o uso de sapatos inadequados. Alguns remédios podem alterar a consciência, gerar sonolência e prejudicar a visão dos idosos. Já os sapatos inadequados, como sandálias, chinelos e meias, também agravam os riscos e merecem atenção!

Existem os riscos relacionados à idade do idoso, gênero, histórico prévio de quedas, dificuldade em andar ou desequilíbrio constante, alterações ortopédicas e alterações na visão.

O ambiente onde o idoso mora ou frequenta também pode apresentar alguns riscos quando, por exemplo, a iluminação é fraca, o piso é escorregadio, há ausência de corrimão, adaptadores e excesso de tapetes soltos pela casa.

Cuidados para prevenir a queda em idosos

Evitar esse tipo de acidente é a única forma de ajudar os idosos. As quedas com frequência podem causar fraturas ósseas, dificultando, assim, a recuperação. Além disso, esses fatores podem acarretar em um efeito dominó, provocando outros problemas de saúde. Abaixo, listamos algumas medidas preventivas que podem ser adotadas aos idosos e que ajudam a protegê-lo, são elas:

-  Fazer exames oftalmológicos e físicos anualmente, em específico para detectar a existência de problemas cardíacos e de pressão arterial; 
-  Manter uma dieta rica em cálcio, vitamina D e tomar banho de sol diariamente;
-  Praticar atividades físicas que visem o desenvolvimento de agilidade, força, equilíbrio e coordenação;
-  Eliminar da casa do idoso tudo que possa provocar escorregões e instalar suportes como corrimão e acessórios de segurança; 
-  Utilizar sapatos com sola antiderrapante e amarrar o cadarço com firmeza;
-  Evitar sapatos altos, com sola lisa, chinelos e, se possível, não andar apenas com meias nos pés.

Cuidar adequadamente de um idoso, oferecendo-lhe segurança, acolhimento e atenção, pode parecer uma tarefa nada fácil, mas, é importante salientar que eles precisam do apoio, cuidados e amor de pessoas próximas diariamente. Lembre-se que essas cautelas são atitudes singelas mas que significam muito à saúde, bem estar e qualidade de vida do idoso. Prevenir é melhor que remediar, se cuida hein!

Compartilhe: